Estudo científico: Trabalhar todos os dias para reduzir a aplicação de produtos fitofarmacêuticos

Entre 2016 e 2017 desenvolvemos um estudo para avaliar a eficácia da utilização de extratos de romã (produzidas pela Frutas Tereso) no controlo das podridões mais comuns na pós-colheita de laranjas.

Depois de termos apresentado os dados sob a forma de poster no 4º Simpósio Nacional de Fruticultura, que decorreu em novembro de 2018, fomos convidados a desenvolver um artigo científico, incluído na edição n.º 32 das Atas Portuguesas de Horticultura, dedicada ao simpósio, agora publicadas.

O objetivo geral do trabalho foi verificar a eficácia de extratos de romã na redução das perdas pós-colheita dos citrinos que a Frutas Tereso comercializa, provocadas pelo principal fungo patogénico em pós-colheita, o Penicillium digitatum.

Pode consultar toda a informação aqui.

Este é mais um exemplo de como trabalhamos todos os dias para reduzir a aplicação de produtos fitofarmacêuticos.

Facebook
Google+
http://www.frutastereso.pt/estudo-cientifico-trabalhar-todos-os-dias-para-reduzir-a-aplicacao-de-produtos-fitofarmaceuticos/
Twitter
LINKEDIN